Chris Rock e os negros na abertura do Oscar 2016

oscars-2016-chris-rockGostaria de destacar algumas palavras de Chris Rock, na abertura do Oscar.

Sobre “boicotar”:
“Chris você deveria boicotar. Chris você deveria se demitir!
E porque só pessoas desempregadas te incentivam a desistir de algo?
Ninguém que trabalha te pede pra desistir.”
Vale pensar mais sobre isso…

Protestos hoje, ontem, anteontem…
“Porque nós tínhamos coisas mais importantes para protestar naquela época. Nós tínhamos coisas reais para protestar”.
Realmente, há coisas mais importantes para dedicar tempo, energia, força, cabeça…

Categorias negras para negros:
“Ei, se vocês querem negros indicados, todos os anos, vocês precisam ter categorias negras. É isso que você precisa. Você precisa ter categorias negras. Vocês já fazem isso com homens e mulheres. Pensem sobre isso. Não há motivo real para ter uma categoria de homens e mulheres em Atuação. Qual é? Não tem motivo. Não é atletismo. Você não precisa separá-los. Sabe, Robert De Niro nunca disse: ‘é melhor eu diminuir na atuação, para que a Meryl Streep possa me acompanhar.’ Não, nenhum pouco cara.”
OPORTUNIDADES. Sim, oportunidades é o que todos queremos… seja no cinema, nos estudos, na saúde, na política, no trabalho…

Anúncios

Estreia Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário 

Elevem seus cosmos ao máximo!

…é o que posso dizer!

É isso aí, pessoal! Finalmente chegou o tão esperado “Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário”.

O cosmo conspirou a nosso favor!

Para àqueles que cresceram, assim como eu, acompanhando as aventuras dos Cavaleiros de Bronze – e até se sentiram um deles –, este é o grande momento!

Vem coisa boa por aí, pode contar!

Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário

Curiosidades – e bem positivas:

  • este é o sexto filme de Os Cavaleiros do Zodíaco, e o primeiro de uma nova série nos cinemas;
  • o elenco original de dubladores conta com Nobuhiko Okamoto, Kenji Nojima, Kaito Ishikawa, Kenji Akabane e Kôichi Yamadera;
  • a versão brasileira do filme foi produzida na Dubrasil, estúdio responsável pela dublagem da série desde 2008;
  • o elenco original dos dubladores brasileiros foi mantido pela Dubrasil;
  • o roteiro é de Satoshi Suzuki;
  • Keichi Sato dirige;
  • Masami Kurumada, criador da série, é o supervisor criativo da produção;
  • “Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário” teve um orçamento de 4 bilhões de ienes –  em dólares são US$ 35 milhões;
  • são 20 anos de Cavaleiros do Zodíaco no Brasil!

 Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário cinema

Um pouco sobre do filme

Inicialmente chamado de “Saint Seiya – Knights of the Zodiac”, quem for ao cinema vai curtir uma misteriosa aventura.

Em uma remota era mitológica, haviam os defensores de Atena. Sempre que as forças do mal ameaçavam o mundo, eles apareciam.

Neste filme você vai acompanhar uma jovem chamada Saori que nos dias atuais começa a se preocupar com os misteriosos poderes que possui. Um dia Saori é salva por Seiya, Cavaleiro de Bronze, de um misterioso ataque.

Aos poucos a jovem menina começa a compreender melhor o seu destino e, ao lado dos Cavaleiros de Bronze – Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão, Hyoga de Cisne, Shun de Andrômeda – decidem se dirigir ao Santuário.

No Santuário eles enfrentarão uma batalha nada menos que épica com os mais poderosos dos 88 cavaleiros, os orgulhosos Cavaleiros de Ouro. Claro, não passariam imunes das armadilhas do Grande Mestre do Santuário.

Aí sim, em! Desafios, golpes, lutas, batalhas…

 

*Após estes dois vídeos, confira a linda imagem de divulgação do filme no Brasil 😉

 

Trailer

Com este treiler você vai querer muito ver esse filme!

 

Making Of Dubrasil

Sério! Muito sério. Após esse Making Of você vai querer ver DUAS vezes este filme!

 

#Partiu cinema

Os Cavaleiros do Zodíaco: A Lenda do Santuário - banner nacional

As 10 frases de Harry Potter que ensinam sobre a VIDA

harry potter trio“Legal”.

Assim definia a série Harry Potter, os filmes do “bruxinho”, em minha visão de muggle (“trouxa” para os iniciantes).

Mas entre um feitiço e outro de “Avada Kedavra”, “Spectrum Patrono”, “Vingardium Leviosa”, “Petrificus Totalus”, “Riddikulus”, “Abaffliato”, “Alarde Ascendare”, “Anapneo”, “Aparecium”, “Arania Exumai”, “Cruciatus”, “Glacius”, “Alorromora”

entre Harry, Hermione, Rony, Dumbledore, Sirius Black, Voldemort, Snape, Minerva, Gina, Luna

o conceito começou a mudar.

Aí vem o papel fundamental da minha noiva, Jessica, para quem dedico este post 😀 – Fã! Apaixonada! Leitora! Expectadora! Potterheads! Bruxinha! A minha bruxinha do bem!

Após ver todos os filmes (rever – ver novamente – rever mais uma vez – ver de novo… e outra vez) resolvi reunir algumas frases inspiradoras dos personagens da série Harry Potter que falam sobre a “vida”.

Fica a dica:

  1. “É preciso muita coragem para enfrentarmos nossos inimigos, mas igual audácia para enfrentarmos nossos amigos” (Dumbledore)
  2.  “Se você quer saber como um homem é, preste atenção em como ele trata quem é inferior a ele, não seus iguais” (Sirius Black)
  3. “Só porque você tem a profundidade emocional de uma colher de chá, não significa que todos nós também tenhamos” (Hermione Granger)
  4. “Diferenças de costumes e linguagem não são nada se os seus objetivos são os mesmos e se seus corações estiverem abertos” (Dumbledore)
  5. A verdade é uma coisa bela e terrível, e portanto deve ser tratada com grande cautela(Dumbledore)
  6. “Todos temos luz e trevas dentro de nós. O que nos define é o lado com o qual escolhemos agir” (Harry Potter)
  7. “Aqueles que amamos sempre farão parte de nós” (Harry Potter)
  8. “São as nossas escolhas que revelam o que realmente somos, muito mais do que as nossas qualidades” (Dumbledore)
  9.  “Nós não duraríamos dois dias sem ela. Não conte para ela que eu disse isso” (Rony Weasley)
  10.  “Não se preocupe. Você é tão normal quanto eu” (Luna Lovegood)

Então, espero que “As 10 frases de Harry Potter que ensinam sobre a VIDA” sejam especiais para você!

“Capitão Phillips”: esse você DEVE assistir!

Tom Hanks: esse é o cara!
Começo dizendo que este é um daqueles filmes que você entra no cinema para fechar uma tarde de domingo. Sim, pode ser um bom filme… mas você não espera ser surpreendido.
Eu não entro mais no cinema esperando ser surpreendido: muitas poucas vezes isso acontece – poucas mesmo!
 
Quando, sem mais nem menos, Tom Hanks dá um show de atuação. Sim, no final emoção à flor da pele. Pode levar um lenço para a sala de cinema.
 
Na trama, Richard Phillips (Tom Hanks) é um comandante naval experiente, que aceita trabalhar com uma nova equipe na missão de entregar mercadorias e alimentos para o povo somaliano.
Porém, no início do trajeto, ele percebe que oito piratas somalianos, divididos em dois barcos, invadem o cargueiro e exigem dinheiro.
Quando o comandante pensa ter conseguido negociar com os piratas, Phillips é levado como refém em um pequeno bote.
 
Assim, começa uma longa e tensa negociação entre os sequestradores e os serviços especiais americanos, para tentar salvar o capitão.
 
Obs: Claro que os somalianos são um povo sofrido e o “herói” americano vence. Mas a trama é bem conduzida, e a emoção no final do filme é ótima! Desespero. Medo. Dor. Força. Vitória. Fraqueza. Derrota.
Ficha:
Direção: Paul Greengrass (O Ultimato Bourne)

Roteiro: Billy Ray (Jogos Vorazes)Elenco: Tom Hanks, Catherine Keener, Max Martini, Christopher Stadulis, John Magaro, Yul Vazquez, Michael Chernus e Corey Johnson.

Vida Maria – curta-metragem

Maria José, doce menina de 5 anos, é obrigada a largar os estudos para trabalhar, ainda quando aprendia as primeiras letras M.A.R.I.A.

Enquanto trabalha, ela cresce, casa, tem filhos, envelhece.

Assim segue a vida de uma família marcada pelo desconhecido ou pelo “medo”, talvez, que passa de geração para geração.

“VIDA MARIA” é um projeto premiado no “3o. PRÊMIO CEARÁ DE CINEMA E VÍDEO”, realizado pelo Governo do Estado do Ceará. Entre outras dezenas de premiações e citações.

Com direção de Márcio Ramos, o curta-metragem, produzido em computação gráfica 3D e finalizado em 35mm, mostra personagens e cenários modelados com texturas e cores pesquisadas e capturadas no Sertão Cearense, no Nordeste do Brasil, criando uma atmosfera realista e humanizada.

Confira o vídeo:

Quem puder locar para assistir o vídeo completo, de 8min, nunca mais será a mesma Maria.

FalaGuri – VejaGuria – OuçaGurizada – I

Na telinha do cinema VIDA

Que tal assistir “A PESSOA É PARA O QUE NASCE”?
Conhece?
Se sim, estamos juntos. Se não, POR FAVOR, CORRA ASSISTIR!
Como alguém pode não ter visto essa história fantástica?
O filme é transformador, quer dizer: as três personagens são transformadoras.
A beleza do filme está na simplicidade com que a vida das três acontece, seguindo seu percurso natural.
Nada de efeitos grandiosos, Nada de filosofias hipócritas, pois a vida naturalmente vivida e sentida é suficientemente fantástica, filosófica, grandiosa, incrivelmente doida. E o melhor: transformadora.
Quando um filme muda quem o assiste, aí sim ele é importante.

Questões impossíveis de citar:
Como lidar com o amor? Coma paixão, como acontece entre o diretor e uma das irmãs?
A nudez, no final do filme, foi necessária?

Mas calma. Iso não atrapalha, em nada, a beleza da vida.

Parte técnica:
Nome: A pessoa e para o que nasce
Gênero: Documentário
Duração: 84 min.
Direção: Roberto Berliner
Roteiro: Maurício Lissovsky
Fotografia: Jacques Cheuiche
Sinopse: São irmãs. São três. São cegas. Unidas por esta característica incomum do destino, elas viveram toda sua vida cantando e tocando ganzá em troca de esmolas nas cidades e feiras do Nordeste do Brasil, a região mais pobre do país. Um flagra na vida das três. A verdade dos amores. As dores da traição. A fama. A Miséria e a Arte da VIDA.


por fabiano fachini