Sete filmes para o Brasil se recuperar. Ainda é possível vencer!

Em clima de Copa do Mundo, elenco sete filmes – não sete gols – que podem ajudar nossa Seleção Brasileira na recuperação para disputar o terceiro lugar daquela que chamamos de Copa das Copas.

Em ordem alfabética, para que não haja discussões sobre o melhor gol, digo, o melhor filme:

  • A Menina de Ouro
  • Couch Carter
  • Desafiando Gigantes
  • Duelo de Titãs
  • Invictus
  • Rocky Balboa
  • Somos Marshall

O motivacional do grupo está arregaçado – um dia já foi abalado. Então, um pouco de cinema pode recuperar a autoestima. Por isso, um pouco mais sobre os filmes e suas mensagens motivacionais:

A menina de ouroA Menina de Ouro – com uma lição simples e direta para nossa seleção brasileira do esporte mais amado no país: “antes de tudo, se proteja”.

– Recado dado?

 

coach carterCouch Carter – nosso “professor” precisa implantar um pouco mais do treinador apresentado neste filme. Ele impõe um rígido regime, em que os alunos interessados em participar do time devem assinar um contrato que incluí um comportamento respeitoso, modo adequado de se vestir e ter boas notas em todas as matérias. A resistência inicial dos jovens acaba e o time sob o comando de Carter vai se tornando imbatível.

– Isso diz alguma coisa, meninos?

Desafiando GigantesDesafiando Gigantes – mostra um técnico que em seis anos nunca conseguiu levar sua equipe ao título da temporada. Além do mau desempenho no trabalho, o “professor” deve enfrentar outros problemas graves em casa e seu estado psicológico e moral nunca esteve tão abatido. Quando tudo parece estar prestes a ir por água abaixo, uma intervenção misteriosa muda o seu destino…

– Afinal, nunca é demais pedir ajuda para Deus. Talvez seja a hora, pois Argentina e Alemanha estão na final, cada uma com um Papa ao seu lado.

duelo titasDuelo de Titãs – um técnico de futebol americano contratado para trabalhar no comando de um time universitário dividido pelo racismo, os Titans. Inicialmente sofre preconceitos raciais por parte dos demais técnicos e até mesmo de jogadores do seu time, mas aos poucos ele conquista o respeito de todos e torna-se um grande exemplo para o time e também para a pequena cidade em que vive.

– É hora de superar os preconceitos e criticas e se tornarem exemplos vitoriosos – de verdade.

invictusInvictus – o então eleito Mandela resolve usar o esporte para unir a população, e torce para que a equipe nacional seja campeã.

O Brasil está precisando de mais amor entre coxinhas e petralhas…

 

Rocky Balboa

Rocky Balboa – em uma luta muito disputada, Rocky acaba perdendo por pontos, mas liberta a sua fera escondida no “porão”.

– Liberta a fera, Brasil. Mais testosterona em campo!

 

Somos MarshallSomos Marshall – num trágico acidente de avião, praticamente o time de futebol inteiro e treinadores da Marshall University morrem. Depois o time, a universidade e a cidade se recuperam.

– Nós ainda não morremos. Só tivemos uma “pane” durante uma Copa toda. Vamos lutar!

 

Claro, outros filmes poderiam ser aqui listados, mas SETE tem sido um número interessante para nós brasileiros. O jeito é torcer e acreditar que nosso futebol ainda será o melhor do mundo.

Brasil x México: era pra ter feijoada

feijoadaEm jogo de Copa do Mundo tem que ter uma boa refeição pré-jogo ou pós-jogo. Isso é fato, e não só porque estou acima do peso.

Na abertura do mundial teve churrasco – no jogo Brasil 3 x 1 Croácia. E, modéstia parte, estava muito bom! No segundo jogo da Seleção brasileira a programação pedia feijoada (conforme crônica publicada neste blog).

Sim, queria ver uma bela exibição da seleção anfitriã contra o México. No entanto, não foi isso que aconteceu. Então:

– A feijoada foi cancelada!

“E agora José?”

Agora?! Agora a festa acabou. Cancelei o jantar. Os convidados foram pra casa. Devolvi no Mercado Municipal os ingredientes da feijoada. Chega!

Mas, para não ficar feio – ou chato com os convidados –, pelo menos a receita eu compartilho.

 

Feijoada à moda Guri

Passo 1 – ingredientes:

1 Kg de feijão preto

100 g de carne seca

70 g de orelha de porco

70 g de rabo de porco

70 g de pé de porco

100 g de costelinha de porco

50 g de lombo de porco

100 g de paio

150 g de linguiça portuguesa

 

Passo 2 – Tempero:

3 cebolas grandes picadinhas

1 maço de cebolinha verde picadinha

3 folhas de louro

6 dentes de alho

Pimenta do reino a gosto (só se curtir)

1 ou 2 laranjas

40 ml de pinga

Sal se precisar

 

Passo 3 – modo de preparo das carnes:

Coloque as carnes de molho na água por pelo menos 36 horas. É importante trocar a água várias vezes.

Depois coloque para cozinhar primeiramente as carnes duras, em seguida as carnes moles. Coloque um pouco de feijão preto nesta mesma panela das carnes, para dar aquela forte.

Quando as carnes estiverem no ponto, misture-as com o feijão já cozido (coloque o feijão para cozinhar em outra panela, ao mesmo tempo em que cozinha as carnes, para adiantar o processo)

 

Por fim, tempere o feijão com demais temperos e a carne da outra panela. Junte tudo em uma só.

Deixe tudo apurar no fogo por mais 20 minutos.

 

Passo 5 – Acompanhamentos:

Couve, arroz branco, laranja, bistecas, farofa, bacon, torresmo, linguiça e caldinho temperado.

 

Boa refeição e bom jogo!

Churrasco com a Croácia

dia da copaDia 12.06.2014.

Dia dos Namorados. Abertura da Copa do Mundo. Dia de Churrasco. Dia de vencer a Croácia. Dia de balançar as redes!

A 20ª Copa do Mundo começou. Arrepiou?

Um show de abertura triste, deprimente. Feio. Acima de tudo feio! Não sou artista plástico, nem coreógrafo ou dançarino. Não faço e nem organizo shows. Mas lembro de que na escola, às festas juninas ou dia das mães… nossa turma da 5ª série realizava apresentações bem melhores.

Não teve graça. Não foi bonito. Não empolgou. Não deu tesão!

Mas… nem tudo estava perdido, a não ser o esperado chute do projeto Andar de Novo, do neurocientista brasileiro Miguel Nicolelis, que apareceu na TV por apenas 2 segundos.

E aí fica a primeira lição da Copa do mundo no Brasil: “Não pisque!”.

 

“Ouviram do Ipiranga as margens plácidas

De um povo heróico o brado retumbante,

E o sol da liberdade, em raios fúlgidos,

Brilhou no céu da pátria nesse instante.

 

Se o penhor dessa igualdade

Conseguimos conquistar com braço forte,

Em teu seio, ó liberdade,

Desafia o nosso peito a própria morte!

 

Ó pátria amada,

Idolatrada,

Salve! Salve!

 

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido

De amor e de esperança à terra desce,

Se em teu formoso céu, risonho e límpido,

A imagem do cruzeiro resplandece.

 

Gigante pela própria natureza,

És belo, és forte, impávido colosso,

E o teu futuro espelha essa grandeza.

 

Terra adorada,

Entre outras mil,

És tu, Brasil,

Ó pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,

Pátria amada,

Brasil! ”.

 

Aí sim, em!

Aí deu orgulho ver toda essa gente brasileira cantando o hino. Ver os jogadores, a torcida, os jornalistas e a família aqui em casa emocionada.

– Piiiiiiiiiiiiiii!!!

Começa o jogo. Brasil e Croácia na Arena Corinthians.

– Gooolll!

Do Brasil, mas para a Croácia. Marcelo decidiu “marcar primeiro”. Contra.

Em campo o Brasil foi melhor após empatar com o golaço de Neymar. A Croácia sentiu. Então, Neymar marca outro e depois é a vez do Oscar.

No Itaquerão, a abertura da Copa só teve gol dos donos da casa.

A Presidenta não ouviu o “grito do Ipiranga”, mas um sonoro “ei, Dilma, vai tomar no c…”. E sobrou ainda para o mandatário da Fifa, Joseph Blatter.

Fora do estádio, pelo país, muitas famílias e amigos reunidos torcendo pela Seleção em campo. Em alguns locais, as manifestações chamaram a atenção.

O dia 12 de junho de 2014 está no fim. Muitas histórias para contar e muitas para construirmos até o grande dia da final: 13 de junho, no Maracanã.

E nesta história de futebol, o churrasco já foi. Ainda falta a feijoada e o fondue da primeira fase.

“We did it!” – Conseguimos!

 

Leia MAIS:
Vai ter churrasco, feijoada, fondue e Copa do Mundo

Fez Gol? COMEMORA, mas comemora muito!

FEZ GOL?
Comemora! Grita! Beija a camisa do time! Dá aquele famoso pulo e soco no ar.
Já jogou futebol ou qualquer outra competição? Então vc sabe a quanto vai a adrenalina do corpo! Sobe, vai lá no mais alto do céu!!!
Então: Extravasa!!! Bota pra fora!!! Sem medo, sem “chorumelas”, se me permitem! 
Perto ou longe da torcida a favor, da torcida contra… COMEMORE!!!
O futebol já está ficando chato demais… e se não puder comemorar, aí sim os finais de semana não terão a menor graça, assim como as segundas-feiras sem poder “zuar” os amigos com o resultado dos jogos.