Quem disse que o Homem NÃO quer?

fabiano fachini e jessica carolinne candido

Entendi a proposta da autora Ruth no texto “A incrível geração de mulheres que foi criada para ser tudo o que um homem NÃO quer”, mas…

Em que lugar elas andam procurando Homens?… e digo Homem, literalmente, com “H” MAIÚSCULO?

Talvez a formação de alguns homens tenha sido diferente: dispostos a aceitá-las nas suas diversidades, nos sonhos ousados…

Talvez os homens tenham aprendido a cozinhar, lavar louça, cuidar da casa e tratar com amor e carinho as mulheres. Fique claro que isso não nos torna gays.

Mas e vocês, mulheres, estão dispostas a aceitar esse tipo de homem que não vai correr atrás de vocês?

Este Homem que vai aguardar também o convite para uma cerveja, futebol ou para dividir a conta?

O ponto, talvez, esteja mais em vocês, mulheres, que em nós, os culpados Homens.

Aceitem-se a si mesmas. Sejam a mudança.

O Homem não virá rastejando pelos seus passos, pois não está atrás de você; o homem não olhará para trás procurando por você, pois ele também não está à sua frente.

Olhe para o lado! O Homem estará ali, aguardando para compartilhar esta ideia de “sonhar” junto.

Valorize-se, mas não ao ponto de querer excluir os pobres mortais Homens.

Não há homem perfeito, e nem mulher.

Dividir. Compartilhar. Somar.

Dois.

Talvez sejam apenas ideias tolas, mas é um comentário sincero que compartilho com vocês mulheres.

(Na foto eu e minha noiva, Jessica. Te Amo)

Anúncios

Um Raio no meu avião

raio no avião osaka

Luz forte. Muito forte!

Dia 1º de janeiro de 2014. Voo AD 5169, Azul, de Chapecó SC para Campinas SP.

Foram duas tentativas de pouso em Viracopos. Na primeira o mau tempo. Na segunda, quase tocando a pista, também o mau tempo.

Mais alguns bons minutos sobrevoando Campinas e… “com sua atenção, devido às más condições climáticas vamos pousar em Ribeirão Preto”.

Susto.

Já em Ribeirão Preto SP o piloto nos informou que um dos motivos de não termos pousado em Viracopos era porque havíamos sido atingidos por um “raio” durante o voo.

Susto em dobro, mas já estávamos em solo firme.

Após uma verificação da aeronave, voltamos para o céu… prontos para aquela velha piadinha: “com emoção ou sem emoção?!”.

Agora sim, em casa. E graças a “Gaiola de Faraday”*.

***

Tecnicamente falando

 Raio I

Em caso de raio, as aeronaves são revestidas com metal e quase sempre funcionam apenas como condutoras de energia.

Raio II

Em caso de um raio, as chances dos passageiros ou de um avião virarem churrasquinho aéreo são muito pequenas. Vá lá, são um pouco maiores que o azar de um relâmpago tostar um de nós em terra firme, mas, mesmo assim, ainda muito raras. Em todo caso, se essa tremenda zica acontecer, provavelmente a aeronave vai escapar ilesa.

Raio III

A fuselagem de helicópteros e aviões fica protegida por um revestimento de metal – normalmente, o alumínio -, que funciona como uma blindagem para a cabine da aeronave. Como o metal é um bom condutor de eletricidade, a corrente elétrica irá contornar a fuselagem, dando a volta por fora antes de chegar ao chão. Como o relâmpago sofre esse desvio, a aeronave continua firme e forte e os passageiros ficam em segurança.

Raio IV

Essa técnica de proteção de aviões dos raios é conhecida como “Gaiola de Faraday“*.

Fonte de inspiração técnica: http://mundoestranho.abril.com.br/materia/o-que-acontece-se-uma-aeronave-receber-um-raio-em-pleno-voo e http://www.avioesemusicas.com/raios.html. Imagem meramente ilustrativa.

Devaneio: quer apostar?

Na fila do dentista...

Secretária: – Joe, sua ficha.
– Está aqui. Como está a dentista viúva?
– Como viúva? Ela não é viúva! Ela é casada.
– Quer apostar que ela é viúva?
– Ela não é viúva!

Dentista: – Olá. O senhor é o próximo?
– Sim, sou eu. Mas antes, meus pêsames dona viúva.
– O senhor está brincando?
– Não. Este retrato não é de seu falecido marido?
– Sim, é dele. Mas ele não é falecido.
– Quer apostar que é?
– Que apostar!? Faça-me o favor! Estive com ele hoje pela manhã, no café.
– Quer apostar que ele está morto?
– Chega. Vou tomar água porque o senhor está me deixando nervosa.
– Quer apostar?
– Você quer ser atendido? Ou será que não está no consultório errado?
– Não. Quero apostar!
– Tudo bem. Vamos apostar.

Uma hora depois. Telefone toca na marcenaria do Francisco.

 Francisco: – Alô.
– Tudo bem Francisco? É o Joe, quer apostar?
– E você quer apostar que aqui é o Francisco?
– Daqui 4h vamos ao cemitério. Eu mandei mudar a foto.
– Você roubou o retrato?
– Não. Quer apostar que eu só peguei emprestado?
– Sei… vamos lá então. Ela vai?
– Quer apostar que sim?

quer apostar blog falaguri

 

 

 

 

 

 

 

By @FalaGuri